Certificações ANBIMA: Você sabe qual a melhor escolha para você?

07/04/2021

Certificações ANBIMA: Você sabe qual a melhor escolha para você?

Se você trabalha ou tem interesse em trabalhar no mercado financeiro, certamente já ouviu falar na ANBIMA e nas diversas certificações que esta instituição oferece. Mas afinal, você sabe o que é a ANBIMA? Sabe qual a certificação mais indicada para você? Esse texto tem como objetivo esclarecer todas essas dúvidas.

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA) tem como principal objetivo representar instituições como bancos, gestoras, corretoras, distribuidoras e administradoras de recursos. Ela reúne mais de 340 associados que devem seguir os códigos de regulação por ela estabelecidos. Assim, através de 4 compromissos institucionais – informar, representar, autorregular e educar – a ANBIMA funciona como uma reguladora do mercado de ações e de capitais, e é por meio do compromisso com a educação, que são oferecidos programas de qualificação profissional, com programas de certificação.

Atualmente, são 6 certificações oferecidas pela instituição – CPA 10, CPA 20, CEA, CFG, CGA e CGE – e abaixo falaremos sobre cada uma delas.

CPA-10

A CPA-10 é indicada para todos os profissionais que trabalham com a venda ou distribuição de produtos, em agências bancárias ou plataformas de investimento. Ela ainda pode ser realizada por profissionais que não trabalham na área, como estudantes, profissionais de autarquias ou órgãos públicos. No caso de profissionais do mercado financeiro, essa certificação tem validade de 5 anos, e no caso de profissionais de outras áreas ou estudantes, a validade é de 3 anos. A prova possui 50 questões, tem duas horas de duração e para a aprovação é necessário que o candidato tenha, ao menos, 70% de acertos.

CPA-20

Além da CPA-10 – que é considerada a certificação básica da ANBIMA – há ainda a CPA-20 que é uma prova mais completa e mais disputada. Nesse caso, ela é destinada para profissionais que atuem na distribuição de produtos de investimentos para segmentos de varejo alta renda, private, corporate e investidores institucionais em agências bancárias ou em plataformas de atendimento. Ela também pode ser realizada por profissionais que não trabalham na área, como estudantes, profissionais de autarquias ou órgãos públicos. A prova possui 60 questões, tem duas horas e meia de duração e para ser aprovado o candidato também precisa ter, ao menos, 70% de acertos. Por fim, a sua validade também é de 5 anos e a principal diferença é que ela tem aproximadamente 40% a mais de conteúdo.

CEA (Certificação de Especialista em Investimentos)

A CEA é uma certificação mais específica do que as anteriores, e ela habilita profissionais do mercado financeiro a atuarem como especialistas em investimentos. Assim, eles podem recomendar produtos de investimentos para diversos clientes, além de assessorar gerentes de contas. Para se certificar, o candidato terá que resolver 70 questões em até três horas e meia de prova e, para ser aprovado, precisa obter no mínimo 70% de acertos.

CFG (Certificação ANBIMA de Fundamentos em Gestão)

A CFG é uma certificação voltada para quem quer trabalhar na área de gestão de recursos de terceiros. O profissional que detém esse certificado possui um diferencial para ocupar diversos cargos em empresas de asset management. Não é uma certificação obrigatória para nenhuma função e não habilita o profissional a ser gestor. Entretanto, é um certificado pré-requisito para conquistar a CGA e/ou a CGE, que serão apresentadas a seguir.

Para se certificar, é necessário obter no mínimo 70% de acertos na prova que possui 60 questões, e deve ser resolvida em até três horas. O prazo de validade da certificação é de 3 anos e os profissionais podem atualizá-la através de um curso oferecido pela própria ANBIMA.

CGA (Certificação de Gestores ANBIMA)

A CGA é voltada para profissionais que atuam ou querem atuar na gestão de recursos de terceiros em fundos de investimentos de renda fixa, de ações, cambiais e multimercados. Ela é obrigatória para quem tem poder de decisão de compra e venda de ativos financeiros que integram as carteiras das gestoras de recursos.

Para se certificar, é necessário obter no mínimo 70% de acertos na prova que possui 45 questões, e deve ser resolvida em até duas horas e meia. O prazo de validade da certificação é de 3 anos e os profissionais podem atualizá-la através de um curso oferecido pela própria ANBIMA.

Além disso, é importante notar que para a retirada dessa certificação é necessário possuir outras certificações, como CFG (apresentado acima), o CFA ou o CAIA, certificações que não são oferecidas pela ANBIMA.

CGE (Certificação de Gestores ANBIMA para Fundos Estruturados)

Por fim, a ANBIMA também oferece o CGE que é voltado para profissionais que atuam com gestão de recursos de terceiros na indústria de produtos estruturados. O profissional que obtiver essa certificação poderá ser gestor de fundos de investimento em participações (FIP), fundos de investimentos em direitos creditórios (FIDC) e fundos de investimento imobiliário (FII). Assim, como a CGA, ela é obrigatória para quem tem poder de decisão de compra e venda de ativos financeiros que integram as carteiras das gestoras de recursos.

Para se certificar, é necessário obter no mínimo 70% de acertos na prova que possui 45 questões, e deve ser resolvida em até duas horas e meia. O prazo de validade da certificação é de 3 anos e os profissionais podem atualizá-la através de um curso oferecido pela própria ANBIMA.

Além disso, para a retirada dessa certificação também é necessário possuir outras certificações, como CFG (apresentado acima), o CFA ou o CAIA, certificações que não são oferecidas pela ANBIMA.

Por fim, é importante notar que o CEA certifica profissionais para assessoria de pessoas físicas, enquanto o CFG, O CGA e o CGE são voltados para quem trabalha na gestão de recursos financeiros e tem poder para tomar decisões de investimentos.

Agora que você já conhece as certificações oferecidas pela ANBIMA, fica mais fácil escolher a mais adequada para a sua carreira e para o seu perfil profissional. É importante notar, ainda, que para receber as certificações é fundamental fazer os preparativos necessários, como agendar as provas e organizar um cronograma de estudos. Felizmente, diversos cursos preparatórios e simulados estão disponíveis, alguns, inclusive, de maneira gratuita.

Fonte: ANBIMA

Assuntos relacionados